Latest Stories

Como montar um armário cápsula em 5 passos

Salvador - BA, Brasil
como-montar-um-armario-capsula
Meruyert Gonullu




Deseja um armário cápsula, com peças essenciais, pra chamar de seu? Leia esse post e saiba como planejar, executar e revolucionar a sua forma de vestir!


O termo armário cápsula surgiu lá pela década de 70, com a estilista Susie Faux, que propôs um guarda-roupa com poucos itens, mas que todos combinassem perfeitamente entre si.


Com o power-dressing dos anos 80 a ideia ficou meio que esquecida, sendo resgatada agora nos anos 2000, tendo como uma das principais defensoras a blogger norte-americana Caroline Rector, do Unfancy, que decidiu criar um armário de verão com um número limitado de itens.


A premissa do ármário cápsula é primeiro respeitar a estação vigente. E mesmo que a a sua cidade seja como a minha, onde faz calor maior parte do ano, é importante separar as peças de acordo com o clima mais ameno ou mais quente.


Por exemplo, se estamos no inverno, guardamos fora do campo de visão as peças mais fresquinhas, os casacos e tudo mais que não vamos usar naquele momento e vice versa.


Isso facilita o acesso às roupas que realmente vamos usar, permitindo visualizar o que temos e saber se é preciso comprar uma peça ou outra para que tudo funcione perfeitamente.


CHECK IT OUT: Blusas e camisetas C&A a partir de R$29,90!



Para um armário cápsula o blog Unfuncy nos dá um norte da quantidade de peças mínima que precisamos ter:  9 pares de sapato, 9 peças de baixo, 15 blusas, 2 vestidos e 2 casacos.

Para chegar nessas quantidades, Caroline pensou em quantas peças precisaria, mas isso pode variar de acordo com sua rotina/região.

Há quem saia mais a noite, que tenha mais reuniões ou ocasiões formais, quem trabalhe em home office saia raramente... 

Você precisa observar a sua rotina e determinar o que mais precisa vestir. É uma conta é fácil de memorizar: sempre mais peças de cima do que de baixo, assim é mais fácil de criar looks.



Seguindo esses 5 passos você poderá ter um armário cápsula e sustentável!


  1. Cotidiano: Faça uma lista das suas atividades diárias. Trabalha em home office? Sai com frequência ou tem apenas reuniões esporádicas? Onde costuma ir nos fins de semana? Faz frio ou calor excessivo? Anote tudo e perceba o como precisa se vestir diariamente.
  2. Conheça exatamente o seu estilo: Se já tem essa questão bem definida, ótimo! Se não, apenas identifique pelo menos 3 palavras que definem a forma como você se veste. Eu, por exemplo, sou básica, com pitadas de rock 'n' roll e misticismo. Cortes retos e minimalistas fazem meus olhos brilharem; para acessórios, bolsas e sapatos acrescento esses dois elementos que citei.
  3. Marcas: Faça uma pesquisa antecipada das suas labels favoritas. Opte sempre por peças produzidas de forma limpa e que durem. Não esqueça que o consumo consciente é o propósito do armário funcional. O seu orçamento deve ser levado em conta sempre, é claro.
  4. Cores e estampas: Tenha uma paleta já é bem definida, isso será fundamental para combinar as peças. Isso facilitará a montagem dos looks. O Pinterest é um ótimo lugar para pesquisar que cores combinam com laranja, se essa é a sua cor favorita, por exemplo.
  5. Peças-chave: Sabe a história do jeans e camiseta? Esses são exemplos de peças chave. É aquele item clássico e que vai bem com absolutamente tudo. Porém, vale muito o autoconhecimento, já que uma peça-chave que funciona pra mim pode não servir pra você. Talvez te agrade mais uma alfaitaria do que de jeans. Então, essa é a sua peça-chave.


CHECK IT OUT: Achadinhos Renner até 60%OFF!





Anote aqui as composições que ama usar. Prefere cardigã ao blazer? Invista no primeiro item sem duvidar. Menos é mais, não reclame dessa máxima genial.


Perceba que com atitudes simples podemos impactar toda uma estrutura projetada para incentivar o consumo exagerado.


Seja a revolução que o mundo precisa, tendo apenas o necessário, nem mais nem menos, só o necessário. Precisa de roupas novas? Compre-as.


Apenas avalie se realmente precisa ou se isso é só um escape de sentimentos não traalhados. O impacto das nossas compras podem ser minimizados apenas com escolhas concientes.



Form for Contact Page (Do not remove)